Já imaginou ver todas as suas memórias serem apagadas? Eis o Alzheimer


A doença de Alzheimer é um tipo de síndrome demencial que causa degeneração progressiva dos neurónios do cérebro e comprometimento das suas funções cognitivas, como a memória, atenção, linguagem, orientação, percepção, raciocínio e pensamento.
Embora o esquecimento seja o sinal mais reconhecido deste problema, o Alzheimer pode começar por se manifestar com os outros sintomas como confusão mental, apatia, mudanças de humor ou perda da cognição para realizar tarefas simples como contas de matemática. Por isso, é muito importante ficar atento a todas as pequenas alterações que podem ajudar na identificação da doença.

Sinais que podem ajudar no Diagnóstico

Alguns sinais importantes que podem ajudar na identificação precoce da doença incluem: 
  1. Perda de memória, especialmente de acontecimentos mais recentes;
  2. Dificuldade em executar tarefas do quotidiano, como usar o telefone ou cozinhar;
  3. Desorientação, não identificando a data, a estação do ano, o local onde se encontra;
  4. Problemas de discernimento, como dificuldade em se vestir de acordo com a estação do ano, por exemplo;
  5. Problemas de linguagem, como esquecimento de palavras simples associado à dificuldade de compreensão da fala e da escrita;
  6. Repetir conversas ou tarefas, devido ao esquecimento constante;
  7. Trocar o lugar das coisas, como colocar o ferro de passar roupa na geladeira, por exemplo;
  8. Alteração brusca do humor sem razão aparente;
  9. Alteração na personalidade de modo a se identificar na pessoa apatia, confusão, agressividade ou desconfiança;
  10. Perda de iniciativa, com características de desinteresse pelas atividades habituais, apresentado apatia.

São as memorias que nos tornam únicos e que devem ser recordadas sempre que possível, para que nunca nos esqueçamos do mais importante: celebrar a vida.
Como?
PROTEGENDO AS MELHORES MEMÓRIAS
Temos consciência da importância de fazer exercício para cuidar do nosso corpo. Por que não exercitar também a mente para melhorar a nossa memória? Tome nota destes exercícios:
Lembra-se do que fez ontem?
Comece por lembrar-se do que fez hoje, e antes de se deitar, recorde-se de tudo o que fez durante o dia em detalhe.
Quem é que não gosta de dormir?  
Dormir é essencial para melhorar a nossa memória e concentração. Lembre-se sempre que precisamos de dormir entre 7,5 e 9 horas todas as noites. Todas!
Já experimentou lavar os dentes como a mão que menos usa?
Exercícios como este, ajudam-nos a exercitar o lado oposto do nosso cérebro, permitindo assim, melhorar a nossa saúde mental.
Por isso hoje, e todos os dias, nunca se esqueça de recordar, para que possa sempre celebrar a vida sem preocupar-se com doenças como o Alzheimer.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Pages