Do stresse à incapacidade: Quando o seguro de vida ou acidentes é um salva-vidas


Acidentes e doenças são imprevisíveis e, portanto, é normal considerar a possibilidade de incapacidade permanente ou absoluta.

Apesar da crença de que a incapacidade permanente ou absoluta resulta de um acidente grave, a realidade é que as causas que podem levar a ela dependem, em muitos casos, da sociedade em que se vive.

Um exemplo é a doença mental, uma causa grave de incapacidade temporária e absenteísmo no trabalho. Estas doenças podem levar a incapacidades permanentes se não forem detetadas e tratadas adequadamente.

Atualmente, a causa mais comum destas doenças são os distúrbios de adaptação ao stresse. O seu diagnóstico é complicado e, portanto, os tratamentos chegam tarde e quando a doença está avançada e é mais difícil tratá-la.

Inicialmente estes processos são longos e envolvem recaídas, mas estima-se que 2% dos casos terminam em incapacidade permanente. Este é um novo aspeto a considerar, se sua vida é stressante, imagine que a esse stresse se soma ao da impotência por não poder cuidar de sua família.

Contar com o Estado para poder manter o nosso estilo de vida nas condições económicas em que vivemos é imprudente. A família, a hipoteca, as dívidas acumuladas ao longo dos anos, tudo isso nos ultrapassa.

A própria essência dos seguros de vida e acidentes é pensar em si agora mesmo, esperando que isso nunca aconteça. É por isso que é importante saber que existem apólices de seguro de vida ou acidentes que lhe podem oferecer esta paz de espírito extra.

Os seguros de vida oferecem a opção de proteção em caso de incapacidade absoluta e permanente de qualquer causa. Portanto, se não puder trabalhar, também tem o capital que tem segurado para continuar com a sua vida normal. Contacte-nos para o aconselharmos.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Pages